Do Vale Online


Alterações na coloração da urina: o que podem significar

Em alguns casos, a cor da urina pode ser alterada por pigmentos e outros compostos que podem estar presentes em determinados alimentos ou medicamentos, porém, a atenção precisa ser grande sempre, porque mudanças na coloração da urina podem ser provocadas por problemas de saúde

983c6655f85646352abe4c756f3cd778.jpg Foto: Divulgação

Em condições normais de saúde, a urina do ser humano adquire uma coloração amarelada clara e, quando a cor foge deste tom, pode ser um indício de que algo não está como deveria em seu corpo. Por isso, é importante sempre estar atento.

Em alguns casos, a cor da urina pode ser alterada por pigmentos e outros compostos que podem estar presentes em determinados alimentos ou medicamentos, porém, a atenção precisa ser grande sempre, porque mudanças na coloração da urina podem ser provocadas por problemas de saúde, como infecção urinária, por exemplo.

A lista a seguir pode ajudá-lo a identificar o que pode estar errado ou que pode ser mudado em seus hábitos para resolver o problema. Porém, é importante, ainda, consultar um especialista para se ter um diagnóstico mais preciso.

Transparente: você pode estar tomando água em excesso ou ingerindo diuréticos.

Amarela bem clara ou quase transparente: você está saudável e hidratado.

Branca ou turva: sinal de infecção bacteriana ou pedras nos rins.

Verde ou azulada: alto nível de cálcio no sangue. Sinal de infecção. Alguns alimentos e medicamentos também podem causar essa alteração na cor.

Vermelha ou rosa: sinal que há sangue na urina. Pode indicar problema no trato urinário, rins ou próstata. 

Amarela escura: você pode estar desidratado. Pode ser, também, efeito de algum medicamento que esteja tomando.

Castanho escuro ou marrom: sinal de problema no fígado ou desidratação severa. 

Laranja: sinal de problema no fígado, no duto biliar ou desidratação.

“Prestar atenção na coloração da sua urina deve ser um hábito na rotina de todos, e pode prevenir que doenças evoluam por causa da falta de um diagnóstico. Beber bastante líquido também é muito importante, a não ser que a pessoa esteja tratando uma insuficiência renal. Quando tiver qualquer dúvida, procure um especialista. Um exame simples de urina pode trazer muitas informações importantes, a um baixo custo e sem qualquer incômodo da coleta”, explica o urologista Raphael Lahr.

As formas de tratamento variam de acordo com o problema que acometer o paciente, por isso, mais uma vez, a importância de se ter um diagnóstico médico preciso, para que o tratamento seja acertado.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg