Do Vale Online


Árvores soterradas há mais de mil anos são encontradas em Brusque

Eles serão objeto de estudo para uma pesquisa de doutorado da Universidade Regional de Blumenau (Furb) e ainda passarão por análises para determinar sua idade exata. Os troncos foram encontrados às margens do rio Itajaí-Mirim

c0c7ffb4e48536b1c423a873a7809eeb.jpg Foto: Eliz Haacke

Devido ao processo contínuo de queda de encostas das margens do rio Itajaí-Mirim, na cidade Brusque, foram reveladas relíquias na natureza: troncos de árvores antigas que estavam soterrados e, recentemente, começaram a voltar à superfície.

Os troncos têm cerca de um metro de diâmetro e de 10 a 12 metros de comprimento. O geólogo de Brusque, Juarês Aumond, afirmou ao portal O Município que os troncos estavam soterrados entre 10 e 13 metros de profundidade, mas o local exato não foi revelado, para que seja preservado.

Durante a descoberta, parte dos troncos pôde ser vista à margem do rio, apontados para a água. A Defesa Civil foi chamada para prestar apoio na coleta do material e realização da pesquisa. Para chegar aos troncos soterrados, foi necessária a prática de rapel, inclusive.

Algumas amostras de material dos troncos foram coletadas e enviadas para o laboratório, para análise. O objetivo é identificar a idade das árvores, por meio de um processo chamado de datação por radiocarbono.

As espécies de árvores soterradas e o contexto que provocou o soterramento são os objetos de uma pesquisa de doutorado, que está sendo desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, da Universidade Regional de Blumenau (Furb). Aumond é o orientador da pesquisa, que será apresentada por uma acadêmica da Furb.

O objetivo geral da pesquisa, segundo Aumond, é compreender um pouco da evolução geoambiental e socioeconômica de Brusque, mais voltado ao meio-ambiente. A descoberta dos troncos às margens do Itajaí-Mirim, será tema de um dos capítulos.

Com informações de O Município Blumenau



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg