Do Vale Online


Carnaval termina sem mortes nas rodovias estaduais e com queda nos roubos e furtos

Balanço da operação especial de segurança no feriado foi apresentado em Florianópolis. Por outro lado, houve um aumento do número de homicídios na comparação com o Carnaval do ano passado

82cdd7e8fd891a7996bd665b21a866a5.jpg Foto: James Tavares/Secom

O Carnaval chegou ao fim em Santa Catarina com um dado positivo no quesito trânsito: pela primeira vez, em 15 anos, não foram registradas mortes decorrentes de acidentes nas rodovias estaduais. Além disso, também houve quedas significativas nos índices de roubos e furtos nos dias de folia. As quedas foram, respectivamente, de 50,8% e de 54,9%. Por outro lado, houve um aumento do número de homicídios na comparação com o Carnaval do ano passado, saltando de nove para 15. Os dados foram apresentados durante coletiva de imprensa no Centro Administrativo da Secretaria de Estado da Segurança Pública, em Florianópolis.

Na visão do comandante-geral da Polícia Militar e atual secretário de Segurança Pública, coronel Araújo Gomes, o balanço da Operação Alegria pode ser considerado positivo, com a queda na maior parte dos índices. Na questão dos homicídios, que se concentraram nos dois últimos dias de Carnaval, o coronel ressaltou que o aumento será analisado pelos técnicos da Segurança Pública, embora nenhuma das mortes tenha ocorrido em local de festejos.

“Vale destacar que, no acumulado do ano, ainda temos uma redução de 21,8% (no número de homicídios) em relação ao ano passado, que já foi um ano de redução expressiva”, afirmou Araújo Gomes.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, afirmou que as investigações para elucidar os homicídios já foram iniciadas e agora é hora de ir atrás dos autores e das motivações. Grande parte dos casos, porém, deve estar ligado ao tráfico de drogas: “Há ligação com o crime organizado, com a dívida de substâncias entorpecentes por parte de usuários. Isso tudo vai ser buscado agora durante o curso e na instrução inquéritos”. 

Koerich também considerou positivo o balanço em relação às ocorrências de importunação sexual. Segundo os dados da SSP, foram apenas três registros em todo o Carnaval em toda Santa Catarina: “A Polícia Civil fez uma divulgação e um trabalho de conscientização muito forte. Isso (a estatística) demonstra que a campanha trouxe efeito. As mulheres têm que ser respeitadas em todos os ambientes que elas se encontrarem”.

Mudança de postura

Sobre a ausência de mortes em rodovias estaduais, o comandante da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), tenente-coronel Evaldo Hoffmann, disse que houve uma resposta dos motoristas à mudança de postura da corporação, que passou a abordar mais condutores, com mais autuações por embriaguez ao volante, por exemplo.

“Nossa avaliação é extremamente positiva, pois conseguimos fazer com que as nossas estratégias funcionassem, a ponto de zerar o número de mortes. Todas as estratégias foram colocadas em prática pelos nossos policiais, levando a esse número histórico”, exaltou Hoffmann. 



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg