Do Vale Online


Manhã é marcada por homenagens ao cão bombeiros Barney

O cão tinha dois anos e atuava com resgate de pessoas nas mais variadas situações. Inclusive, ele fez parte do grupo que atuou no resgate às vítimas de Brumadinho, em Minas Gerais, após o rompimento da barragem

5d4d0c03828c81b77bab89d2a2a14ee9.jpg Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros Militar

O cão do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, Barney, recebeu as últimas homenagens e foi cremado na manhã desta segunda-feira, 06 de maio, em São José, Grande Florianópolis.

A cerimônia foi aberta ao público e teve início por volta das 11h. Ao final, foi feita uma continência, em silêncio, pelos bombeiros, acompanhada do som de sirenes ao fundo. Quando a cerimônia foi encerrada, o corpo de Barney foi levado para cremação. As cinzas ficarão com o soldado bombeiro militar Luciano Rangel, com quem o cão bombeiro formava binômio.

O corpo de Barney foi localizado no domingo, 05, em um rio na cidade de Sangão, depois de cerca de dois dias de buscas. Ele se afogou durante uma operação de resgate a uma pessoa desaparecida na região de Içara, no Rio Urussanga. Ao pular na água para apontar o possível local onde a pessoa estaria, Barney submergiu e não retornou à superfície.

O cão tinha dois anos e atuava com resgate de pessoas nas mais variadas situações. Inclusive, ele fez parte do grupo que atuou no resgate às vítimas de Brumadinho, em Minas Gerais, após o rompimento da barragem. O cachorro estava lotado no batalhão de Lages, mas atuava em diversas regiões do estado.

Em nota, o 5º Batalhão de Bombeiros Militares (BBM) informou sobre a despedida e as últimas homenagens ao cão. Também foi informado que será prestado apoio psicológico aos envolvidos.



Veja também:
Galeria de fotos: 3 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg