Do Vale Online


Polícia descobre desmanche de veículos e cinco envolvidos são detidos

Nesta quinta-feira, dia 16 de maio, a Polícia Militar de Pomerode foi empenhada para atendimento de ocorrência de maus tratos a criança. Ao chegar ao local, descobriu um desmanche de veículos

1dd68d5277685e8fb910a71b1d5721c6.jpg Foto: Divulgação / Polícia Militar de Pomerode

Nesta quinta-feira, dia 16 de maio, por volta das 15h, a Polícia Militar de Pomerode, foi empenhada para atendimento de ocorrência de maus tratos a criança, na qual, a denúncia relatava que duas menores eram trancadas num rancho, no bairro Ribeirão Luebke. A guarnição chegou ao local e constatou que, no endereço, havia três residências, todas no mesmo terreno.

Na primeira, foi abordada uma mulher, com seus dois filhos, e, ao ser indagada, relatou que morava na casa dos fundos e que estava assistindo TV com outras pessoas que, ao avistarem a viatura, saíram correndo em direção à mata.

Diante do fato, a guarnição verificou as outras residências e constatou dois veículos com registro de furto / roubo nos fundos da propriedade: um Hyundai / I 30, com a placa adulterada com fita isolante, furtado em Joinville; e um GM / Prisma, com placa "fria", furtado em Imbituba. Após averiguação, os policiais dirigiram-se aos fundos da residência e constataram que ali havia um "desmanche" de veículos. Os autores estariam desmontando uma caminhonete MMC / L 200 Triton, além de serem encontradas peças de veículos desmanchados e um maçarico, que era utilizado para praticar o crime. Ao realizar uma busca no local, os policiais também localizaram, num latão, várias placas de veículos e um manual com o chassi de um veículo Fiat / Punto, além de chaves e ferramentas para o serviço.

A mulher, ao ser indagada, não soube explicar sobre o "desmanche" dos veículos, dizendo que seu marido era quem "mexia" nos veículos, admitindo a posse e uso do GM / Prisma. Diante da fuga dos agentes, foram montadas barreiras, com o apoio da Polícia Civil. Cinco suspeitos foram capturados e encaminhados à Delegacia (três mulheres e dois homens). Quanto ao crime de maus tratos, nada foi constatado, porém, o Conselho Tutelar foi acionado e ficou com a cautela das crianças. O Canil também foi acionado e prestou auxílio aos policiais.

Apesar de dois deles, que são os principais envolvidos no caso, não terem sido localizados, eles foram identificados e terão a prisão preventiva requerida ao Judiciário. Um era o dono do terreno e o outro, coordenava as ações delituosas. As buscas pelos foragidos continuam. 

Após os depoimentos dos acusados, dois foram liberados e três (duas mulheres e um homem) serão subemtidos à Audiência de Custódia, a ser realizada na tarde desta sexta-feira, dia 17, na cidade de Indaial. Eles foram enquadrados no Artigo 180 do Código Penal, no crime de Receptação Qualificada.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 9 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg